Tecnologias de rede indispensáveis

Tecnologias de rede indispensáveis

Tecnologias inovadoras projetadas para tornar as redes mais rápidas, inteligentes, seguras e fáceis de gerenciar. E, apesar dos desafios impostos pela turbulência econômica, epidemias e convulsões políticas, os pesquisadores de rede continuam abrindo novos caminhos em inovação, desempenho, gerenciamento e segurança. Em suma, 2023 está se configurando como um ano de evolução e transformação nas tecnologias de rede.

teconologias de rede

Então, aqui estão oito tecnologias de rede às quais você deve prestar muita atenção.

  1. SASE unificado: trata da força de trabalho híbrida, nuvens híbridas

O Unified Secure Access Service Edge (SASE) integra segurança e rede em uma única plataforma. A tecnologia usa uma arquitetura de varredura de passagem única combinada com uma política unificada que é configurada por meio de um console unificado que extrai de um data lake unificado. “Isso é significativo para as organizações continuarem a fornecer uma experiência de usuário consistente e segura, protegendo usuários, dispositivos, sites e dados em meio à dinâmica em rápida evolução que chega em 2023”, diz Kelly Ahuja, CEO da Versa Networks, empresa de rede e segurança cibernética.

Em 2023, muitas empresas ainda exigem que os funcionários trabalhem no escritório pelo menos parte do tempo. “Isso cria uma força de trabalho híbrida e migratória que será transitória em todo o perímetro da empresa, essencialmente dissolvendo o perímetro da empresa”, alerta Ahuja. O SASE unificado aborda essa preocupação oferecendo segurança centrada na rede e na nuvem em qualquer lugar e a qualquer hora, para qualquer usuário, dispositivo ou local de maneira consistente.

Contudo, o SASE unificado também aborda os desafios de gerenciamento e segurança apresentados pelas nuvens híbridas. “A maioria das empresas entrou em 2022 com uma estratégia para migrar cargas de trabalho e aplicativos para uma nuvem”, diz Ahuja. “Atualmente, a maioria das organizações tem uma estratégia de nuvem híbrida e muitas seguem uma abordagem multinuvem para continuidade de negócios, custo e eficiência.”

O SASE unificado, diz ele, ajuda as organizações a fornecer conectividade sempre ativa e de alto desempenho e acesso a aplicativos em várias nuvens. Por conta disso, está entre as principais tecnologias de rede para este ano.

  1. Software de rede multinuvem (MCNS): impõe políticas entre nuvens

O software de rede multinuvem (MCNS) aborda os desafios relacionados à conexão de tecnologias de rede e aplicativos em vários ambientes de nuvem pública. Os produtos MCNS visam garantir governança, política, segurança e visibilidade de rede consistentes em vários ambientes de nuvem por meio de um único ponto de gerenciamento.

Muitos provedores de nuvem não são capazes de lidar efetivamente com a integração de várias nuvens, diz Ron Howell, arquiteto de gerenciamento de rede corporativa na empresa de consultoria de TI Capgemini Americas.

Ele explica que cada serviço de nuvem pública tende a se concentrar em sua nuvem como se fosse a única que uma empresa precisaria. “É aqui que o software de rede multinuvem agrega valor”, observa Howell.

O MCNS é mais do que apenas uma ferramenta que conecta uma rede a várias nuvens discretas. “A rede multinuvem fornece rede automatizada baseada em políticas que oferece conectividade e serviços de rede para cargas de trabalho distribuídas em várias nuvens”, diz Brad Casemore, vice-presidente de pesquisa, datacenter e rede multinuvem da empresa de pesquisa de tecnologia IDC.

  1. Cilium: rede de código aberto, controles de segurança para contêineres

O Cilium emergirá entre as tecnologias de rede como a mais inovodora em 2023, diz Ashish Kakran, diretor da empresa de capital de risco Thomvest Ventures. Ele observa que o software de código aberto Cilium reúne redes, capacidade de observação e segurança em uma solução única e fácil de usar para aplicativos baseados em contêiner hospedados em ambientes de nuvem multi/híbrida.

“Existem algumas vantagens exclusivas de usar o Cilium: nenhuma alteração de código necessária para visibilidade granular, nenhuma necessidade de aprender um novo idioma e desempenho incrivelmente rápido”, diz Kakran.

Sob o capô, o Cilium usa uma poderosa tecnologia de código aberto chamada eBPF, que efetivamente torna o kernel do Linux programável. “Pense nisso como uma inovação semelhante ao Javascript, que tornou os navegadores da Web programáveis ​​e tornou possível fazer coisas como atualizar páginas da Web dinamicamente, carregar comentários de usuários e enviar notificações em tempo real”, diz Kakran.

Ele observa que o eBPF torna possível executar o código com segurança dentro do kernel sem fazer alterações no código no nível do kernel. “Esta tecnologia resolve os desafios de rede e observabilidade relacionados ao Kubernetes para empresas de todos os tamanhos, mas especialmente quando atingem a escala.”

  1. Data Security Posture Management (DSPM): Automatiza a proteção de dados na nuvem

Depois de anos gastos protegendo a rede, endpoints e dispositivos, as empresas agora estão se concentrando na segurança de dados para garantir que os riscos no nível da camada de dados, particularmente as grandes quantidades de dados não estruturados contidos na nuvem, sejam rapidamente identificados e protegidos, diz Karthik Krishnan, CEO da empresa de avaliação e monitoramento de risco de dados Concentric AI.

Ele diz que o Data Security Posture Management (DSPM), ao automatizar as operações de detecção e proteção de dados, ajudará os adotantes a descobrir, monitorar e proteger melhor seus dados confidenciais, fornecendo resultados altamente precisos sem a necessidade de grandes equipes de segurança.

Krishnan observa que o DSPM oferece vários benefícios. “Ele descobre todos os dados confidenciais em um ambiente corporativo, desde informações financeiras até propriedade intelectual e informações pessoais, sem nenhuma regra ou configuração inicial”, diz ele.

Além disso, entre as novas tecnologias de rede, o DSPM também monitora os dados em busca de riscos, incluindo permissões inadequadas e direitos incorretos. “Ele corrige esses problemas em tempo hábil e evita a perda de dados”, acrescenta.

  1. Virtualização da função de rede (NFV): o próximo passo na rede WAN

 A WAN definida por software (SD-WAN) foi introduzida em 2014, preparando o terreno para uma abordagem centrada em software para redes de longa distância. A próxima etapa requer uma abordagem holística, garantindo que todas as funções de rede relacionadas na WAN também sejam definidas por software, diz Roopa Honnachari, diretor de consultoria de rede da empresa de consultoria e pesquisa de tecnologia ISG.

“Os serviços de rede virtual baseados em NFV permitem que funções de rede centradas em hardware tradicionais, como roteamento, otimização de WAN e firewall, sejam implantadas em um formato de software”, diz ela. “Uma única caixa de hardware x86 padronizada, conhecida como CPE (uCPE), pode hospedar múltiplas funções.”

Os serviços de rede virtual prometem reduzir drasticamente o custo e a complexidade envolvidos na implantação de grandes redes WAN globais. “Ao consolidar várias funções em hardware padronizado, as empresas podem reduzir a dependência de hardware especializado para cada função e reduzir a expansão geral do hardware”, diz Honnachari.

Quando as funções de rede virtual (VNFs) são executadas em um uCPE virtualizado, o número de dispositivos que requerem manutenção física é limitado, liberando o pessoal da rede para lidar com outras tarefas. “Na abordagem de rede tradicional, se um dispositivo falhar, o hardware precisa ser substituído para cada função”, diz Honnachari. “No caso de VNFs, os administradores de rede podem simplesmente copiar e reconstruir essa função, já que ela é implantada como software.” O download do VNF e a configuração de armazenamento podem ser executados em questão de minutos, ao contrário de dias ao seguir uma abordagem centrada no hardware.

  1. Ponto de acesso de próxima geração (NGH): automatiza roaming, logins para redes Wi-Fi

Também conhecido como Hotspot 2.0, o NGH permite roaming contínuo e seguro em diferentes redes sem fio. “Isso é alcançado por meio do uso do padrão IEEE 802.11u, que permite que os dispositivos descubram e autentiquem automaticamente com redes Hotspot 2.0”, diz David Witkowski, membro sênior do IEEE e estrategista de banda larga.

Atualmente, existem várias variantes do Hotspot 2.0, incluindo OpenRoaming, da Wireless Broadband Alliance.

O Hotspot 2.0 facilita a conexão a tecnologias de rede sem fio, eliminando a necessidade de inserir manualmente as credenciais de login ou definir as configurações do dispositivo. A tecnologia Hotspot 2.0 também pode substituir as atuais tecnologias de roaming Wi-Fi, como o protocolo WISPr, que são menos seguras e não suportam descoberta e autenticação automáticas de rede. “Isso levará a uma melhor experiência do usuário e maior adoção de serviços sem fio”, prevê Witkowski.

O Hotspot 2.0 também beneficia as operadoras de celular, permitindo que elas descarreguem o tráfego de dados dos serviços 4G e 5G nas redes Wi-Fi. “Isso pode ajudar a reduzir o congestionamento na rede celular e melhorar a experiência geral do usuário”, diz Witkowski.

  1. Interfaces de conversação/assistentes virtuais baseados em IA para equipes de rede

Este será o ano em que interfaces de conversação e assistentes virtuais para equipes de rede serão amplamente adotados, prevê Sujai Hajela, vice-presidente executivo da Juniper Networks.

 “Com a combinação de escassez de talentos e economia em baixa, é improvável que as organizações façam muitas novas contratações no curto prazo”, diz ele. “Isso significa que as tecnologias que podem ajudar os membros da equipe existentes – tornando-os mais eficientes e eficazes – serão adotadas.”

As interfaces de conversação e os assistentes virtuais estão rapidamente se tornando uma ferramenta crucial, ajudando os usuários a encontrar as causas principais dos problemas de rede com rapidez e facilidade, observa Hajela. Tentativa e erro serão quase eliminados do vocabulário da equipe de TI, ele prevê.

“Problemas que costumavam levar dias para serem resolvidos, como um cabo ruim, uma VLAN ausente ou um sinal LTE ruim, podem ser encontrados em segundos com interfaces de conversação, assistentes virtuais e tecnologias baseadas em IA.”

  1. 6G: Satisfaz as necessidades de aplicações de alta largura de banda

Mesmo que a tecnologia celular 5G continue a desempenhar um papel importante na expansão da banda larga, a próxima geração sem fio 6G está sendo desenvolvida. A nova tecnologia oferece velocidades até 100 vezes mais rápidas do que seu antecessor, tornando-a altamente adequada para aplicativos que consomem muita largura de banda, como streaming de vídeo e jogos de alta definição.

Outro benefício importante é a capacidade do 6G de lidar com uma grande quantidade de dados, diz David Almodovar, sócio-gerente da empresa de consultoria de negócios Almodovar Group. “Isso ocorre porque ele usará um novo tipo de codificação, multiplexação ortogonal por divisão de frequência (OFDM), que é muito mais eficiente do que o antigo padrão CDMA”.

Almodovar observa que o 6G também pode lidar com vários usuários simultâneos muito melhor do que seu antecessor. “Isso ocorre porque ele usará tecnologias de entrada múltipla, saída múltipla (MIMO), que permitem que vários usuários compartilhem a mesma conexão física sem interferir uns nos outros”, explica ele.

Também digno de nota é a latência reduzida do 6G, que praticamente elimina o atraso nos dispositivos suportados. “Isso é importante para aplicativos como realidade virtual e realidade aumentada, onde até mesmo um pequeno atraso pode causar problemas”, diz Almodóvar. Não à toa, esta é uma das tecnologias de rede a se considerar.

No entanto, nem sempre tudo que é novo é bom para todos. Portanto, conte com uma parceira de TI para orientar quais dessas tecnologias de fato fazem sentido para o seu negócio.

Diferenciais da Infonova em tecnologias de rede

A Infonova tem 20 anos de experiência em tecnologia, infraestrutura de TI, e pessoas. Temos clientes internacionais como HBO, AirBnb, Linkedin, Tempo Assist, Nissin, entre outros. Ou seja, estamos aptos a atender qualquer segmento e tamanho de negócio com maestria.

BACKUP

Todas as posições de profissionais da Infonova têm backup. Temos um ditado interno que é: “quem tem um… não tem nenhum”. Portanto, somos obcecados em ter continuidade nas operações para que nós e os nossos clientes possam focar na parte mais importante: explorar oportunidades e gerar crescimento.

VALOR FINANCEIRO

O valor da Infonova é intencionalmente menor quando comparado com empresas no mesmo nível de maturidade. No entanto, fazemos isso para ter a possibilidade de escolher os nossos clientes e ter uma base de clientes satisfeitos, e por bastante tempo.

LIBERAÇÃO DO RH

O RH é uma das áreas mais importantes de qualquer empresa. Afinal, ele deve estar focado em gerir a cultura, desenvolvimento dos colaboradores e atração de talentos; e não apenas com a reposição de profissionais. Sendo assim, terceirizar a TI oferece a possibilidade de fazer com que o RH esteja mais livre para se tornar um vetor de crescimento para a empresa.

FLEXIBILIDADE – HUB DE TECNOLOGIA

A Infonova não faz só Infra, ela pode fazer de tudo. Na verdade, para alguns clientes que não podem resolver algumas questões diretamente, a Infonova atua como Hub, indo para o mercado, encontrando parceiros e fornecedores e interagindo com eles. Esses serviços incluem áreas diversas, como: 

  • Ar condicionado;
  • Outsourcing de impressão;
  • Links de internet;
  • Compra de materiais e mais.
ALOCAÇÃO DE DESENVOLVEDORES

A Infonova já foi uma fábrica de software no passado. Contudo, em 2012 escolhemos focar em Gestão de TI, Infraestrutura e Segurança. No entanto, como era de se esperar, esse conhecimento e familiaridade permanecem até hoje no time. Portanto, realizamos consultorias de DevOps para alguns clientes, atuamos como mediador entre clientes e desenvolvedores, e também alocamos desenvolvedores para alguns clientes.

RETENÇÃO DE COLABORADORES

Demoramos mais de 10 anos para entender e construir as ferramentas para atrair e manter profissionais de tecnologia no nosso time. Então, seja o profissional alocado no cliente ou não, temos a vivência de como reter, desenvolver e satisfazer tanto os profissionais quanto os clientes. E essa é uma necessidade para o sucesso da empresa.

LIBERAR BRAIN POWER DA ORGANIZAÇÃO PARA APROVEITAR OPORTUNIDADES

Não dá para fazer tudo. Então, faz mais sentido focar no que faz a empresa crescer, mas isso requer um recurso escasso: tempo e atenção. Terceirizar a TI significa retomar esse recurso, contudo, não é de graça. Terceirizar é mais caro do que contratar direto, mas faz sentido se você pode usar a atenção e o tempo para realizar mais valor, inclusive financeiro.

NÃO TEM MULTA DE CONTRATO

A Infonova tirou as multas dos seus contratos há muitos anos. Afinal, entendemos que para o cliente, muitas vezes mudar é uma situação nova. Portanto, escolhemos tirar o risco do cliente e trazer este risco apenas para o nosso lado.

PODE PARAR QUANDO QUISER

Os primeiros 90 dias de contrato com a Infonova não tem multa e nem aviso prévio. Ou seja, basta pedir para parar. Contudo, após os 90 dias, também não temos multa, porém, solicitamos um aviso com 30 dias de antecedência.

CONTINUAMOS AMIGOS

Na Infonova a relação continua mesmo sem contrato. Ou seja, mantemos o relacionamento com os clientes e continuamos ajudando, trocando experiências e apoiando, independente de existir um documento de contrato ou não. Afinal, o nosso interesse é na parceria.

DORMIR TRANQUILO

Stress faz parte do crescimento. Afinal, crescer não é um caminho fácil. No entanto, você pode escolher o tipo de stress que quer ter. Ou seja, pode decidir entre o stress de fazer a empresa “funcionar”, ou o de focar em aproveitar as oportunidades enquanto dorme tranquilo sabendo que o dia a dia está garantido.

 

 

Facebook
Twitter
LinkedIn

posts relacionados

Perguntas
frequentes

Nós falamos com o seu fornecedor atual e colhemos todas as informações necessárias diretamente com eles. Também podemos fazer o mapeamento de todas as informações diretamente na sua empresa.

SIM, é possível melhorar a qualidade e o desempenho e ainda reduzir custos. Essa eficiência é possível graças ao sistema de melhoria contínua que aplicamos há anos.

SIM, o time interno pode ser absorvido, com os profissionais se tornando colaboradores da Infonova.

SIM. Em conjunto com seu departamento, ou consultoria jurídica, ajudamos a implantar as ações de TI necessárias para adequação da LGPD.

A transição pode ocorrer com ou sem o apoio do fornecedor atual. A Infonova vai mapear todas as informações, identificar os itens críticos e realizar a transição de forma segura, sempre em alinhamento com o cliente.

Em geral é rápida. O tempo exato depende de cada situação. O prazo mais comum de transição em paralelo é entre 1 semana e 15 dias.

NÃO. Temos soluções para empresas de 10 a 2.500 colaboradores. Desenvolvemos uma metodologia para atender empresas em diversos segmentos, em situações de crescimento ou retenção.

Temos diversas soluções para proteger o acesso de usuários que ficam externos ou em home office.

SIM, trabalhamos com os principais provedores de nuvem e possuímos um datacenter próprio.

Já vai?

Receba conteúdos exclusivos e gratuitos direto no seu e-mail, para ler sem pressa ;)

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

Receba Gratuitamente

Fique tranquilo, não compartilhamos suas informações.

FALE
COM UM
ESPECIALISTA